Os brasileiros passam mais de cinco horas por dia assistindo TV. Encontre neste artigo o que a população vê em suas TVs de acordo com a região, tempo e também formato de programa

É verdade! De acordo com o IBOPE, em 2011, os brasileiros passaram mais de cinco horas assistindo TV. É importante destacar que esta é uma média de toda a população, variando de acordo com a faixa etária, classe social e também Sexo.

Associada pela população como uma combinação da rádio e do cinema, a TV chegou ao Brasil através de Assis Chateaubriand com a “TV Tupi de São Paulo”, a primeira estação de TV do país, em 1950.

A população não sabia o que esperar do veículo, mas a publicidade em jornais e revistas prometia uma tecnologia que mudaria a forma como as pessoas se relacionam e também matar o rádio.

Hoje sabemos que algumas previsões sobre a TV estavam completamente erradas, assim como aquelas sobre o fim da Rádio. Mas havia a outra previsão completamente certa, como a forma como as pessoas se relacionam com os outros e também a forma como as pessoas organizam suas vidas.

Relação entre brasileiros e a TV

Como mencionado anteriormente, cinco horas e vinte minutos na frente da TV é apenas o tempo médio da população, mas este número muda significativamente de acordo com o sexo, faixa etária e classe social.

As pessoas das classes A E B passam menos tempo do que as outras em frente à TV, o seu tempo médio é de quase cinco horas por dia, como para a Classe C, o tempo médio é de cinco horas e 30 minutos. No final, o tempo mais consumido classes D E E, passou em 2011, seis horas e quinze minutos assistindo TV.

No Brasil, ter uma TV significa ser socialmente incluído. A TV é a mídia mais popular do país, presente em 95% das casas brasileiras. O que muda nestas casas é o tamanho e a qualidade destas televisões. Brasileiros associam o tamanho e a qualidade de uma TV com poder. Sim, quanto maior e maior a qualidade é sua TV, mais rico você está no conceito brasileiro.

Hoje em dia é realmente comum ver pessoas assistindo TV não só em casa, mas também em seus equipamentos móveis como celulares, GPS e tablets. Em 2011, de acordo com o IBOPE, houve um crescimento significativo da audiência de TV nos últimos anos devido a uma maior acessibilidade à TV a cabo, enquanto em canais gratuitos para o ar a audiência foi reduzida.

As principais emissoras de televisão

Sistema Brasileiro de Televisão (SBT)

Sendo famoso por seus shows focados em entretenimento infantil e também familiar, SBT é famoso por produzir conteúdo como programas de jogos, reality shows, talk shows e também telenovelas. O proprietário da emissora, Silvio Santos, apresenta seu próprio show que foi reformulado várias vezes, mas ainda mantém algumas características como dar dinheiro aos concorrentes. A emissora é uma das maiores da América Latina e é conhecida por programas bizarros como o A fazenda (afazenda.inf.br) no qual os participantes precisam fazer sua própria comida e ficam isolados numa fazenda sendo obrigados a jogar para se manter e os programas clássicos do Silvio Santos, um magnata que dá dinheiro para pessoas que participam de jogos na TV aberta.

Globo

Os canais da Rede Globo são assistidos diariamente por mais de 150 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo o segundo maior canal de TV do mundo, perdendo apenas para a American Broadcasting Company (ABC), dos EUA. Suas próprias emissoras ou afiliadas contam mais de 122 unidades. Suas telenovelas são famosas e muito bem conceituadas em todo o mundo, sendo um dos shows com maior audiência no país.

Record

Sendo a mais antiga emissora ainda em operação no Brasil, é a segunda emissora em termos de audiência no país. Atualmente, a emissora é propriedade de Edir Macedo, fundador da Igreja “Igreja Universal do Reino de Deus”. “Rede Globo “e” Rede Record ” são as únicas emissoras brasileiras figurando no ranking internacional de grandes TVs e Rede Record ocupa o 28º lugar.

Rede Bandeirantes (Band)

Rede Bandeirantes pertence à Rede Bandeirantes de Comunicação. Esta emissora investiu muito em seus programas nos últimos anos, alcançando uma posição consagrada. A emissora está trazendo shows de alta audiência para trabalhar com eles, como “Pânico na TV” que costumava pertencer a ” RedeTV!”, nomeado agora como “Pânico na Band” e “Custe o que custar” (CQC) um show Argentino adaptado para o Brasil.

RedeTV!

A emissora pode ser considerada um bebê de TV, uma vez que nasceu em 1999. No início, seu objetivo era alcançar as classes A E B, mas como o público é algo que sustenta uma emissora de TV, eles decidiram mudar o foco. Hoje Em Dia RedeTV! conta com cinco emissoras próprias, sendo o quinto maior jogador do país.